Habitação – uma questão de saúde: Pintura

Como já comentamos anteriormente, viver bem é uma questão de saúde, que está diretamente ligada à qualidade de vida. Veremos agora a necessidade da pintura e escolha das cores nas nossas habitações, para isso faremos um breve comentário sobre os efeitos das cores, conforme diversos estudos, científicos, técnicos e até mesmo empíricos. O estudo das cores fica cada vez mais interessante quando nos damos conta da grande influência que elas exercem sobre nós. As cores influenciam diretamente no comportamento das pessoas e definem ações, são usadas para decoração, para esconder, ressaltar, para demonstrar sentimentos e até para cura. A cromoterapia é um tratamento que utiliza a energia das cores para harmonizar o ser humano. Quando falamos em energia, nos vem a mente ondas energéticas e a física define o tamanho das ondas do espectro de luminosidades que caracterizam as cores perceptíveis pelo olho humano, que vão de 4.000 a 7.800 A (Angstron), cujo o nível inferior é representado pelo infra-vermelho e o superior pelo ultra violeta, estando bem ao centro dessa faixa do espectro, o amarelo, razão pela qual é a cor mais notada pelo olho humano. A cor é uma realidade sensorial, a qual não podemos fugir. Além de atuarem sobre a emotividade humana, as cores produzem sensação de movimento, uma dinâmica envolvente e compulsiva. Vemos o amarelo transbordar de seus limites espaciais com uma força expansiva que parece invadir os espaços circundantes; o vermelho, embora agressivo, equilibra-se sobre si mesmo; o azul cria a sensação de proximidade, outras de distância. A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) emitiu normas sobre o uso da cor na segurança do trabalho e o uso das cores no campo industrial, apoiando-se na linguagem psicológica educacional, que inclina o indivíduo a reações automáticas e instantâneas. As cores constituem estímulos psicológicos para a sensibilidade humana, influindo no indivíduo, para gostar ou não de algo, para negar ou afirmar, para se abster ou agir. Muitas preferências sobre as cores se baseiam em associações ou experiências agradáveis tidas no passado e, portanto, torna-se difícil mudarem as preferências sobre as mesmas. Na realidade, os estudos e pesquisas realizados por eminentes psicólogos e especialistas em cores propiciam um claro esquema de significação das cores. Assim sendo veremos o resumo do significado de algumas cores: Branco: Sugere pureza. Cria uma impressão de vazio e de infinito. Evoca frescor e limpeza, principalmente quando combinado como azul. Ex. ordem, simplicidade, luz, paz, higiene, harmonia. Boa para cozinha, banheiro e área de serviço e tetos. Preto: Silêncio, sujeira, sombra, enterro, noite, carvão, fumaça, condolência.Quando brilhante, confere nobreza, distinção e elegância. Cor preponderantemente masculina. Não é boa para parede, nem teto, exceto em determinadas situações.. Cinza: é a expressão de um estado...

Read More

Habitação – uma questão de saúde: Pintura

Como já comentamos anteriormente, viver bem é uma questão de saúde, que está diretamente ligada à qualidade de vida. Veremos agora a necessidade da pintura e escolha das cores nas nossas habitações, para isso faremos um breve comentário sobre os efeitos das cores, conforme diversos estudos, científicos, técnicos e até mesmo empíricos. O estudo das cores fica cada vez mais interessante quando nos damos conta da grande influência que elas exercem sobre nós. As cores influenciam diretamente no comportamento das pessoas e definem ações, são usadas para decoração, para esconder, ressaltar, para demonstrar sentimentos e até para cura. A cromoterapia é um tratamento que utiliza a energia das cores para harmonizar o ser humano. Quando falamos em energia, nos vem a mente ondas energéticas e a física define o tamanho das ondas do espectro de luminosidades que caracterizam as cores perceptíveis pelo olho humano, que vão de 4.000 a 7.800 A (Angstron), cujo o nível inferior é representado pelo infra-vermelho e o superior pelo ultra violeta, estando bem ao centro dessa faixa do espectro, o amarelo, razão pela qual é a cor mais notada pelo olho humano. A cor é uma realidade sensorial, a qual não podemos fugir. Além de atuarem sobre a emotividade humana, as cores produzem sensação de movimento, uma dinâmica envolvente e compulsiva. Vemos o amarelo transbordar de seus limites espaciais com uma força expansiva que parece invadir os espaços circundantes; o vermelho, embora agressivo, equilibra-se sobre si mesmo; o azul cria a sensação de proximidade, outras de distância. A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) emitiu normas sobre o uso da cor na segurança do trabalho e o uso das cores no campo industrial, apoiando-se na linguagem psicológica educacional, que inclina o indivíduo a reações automáticas e instantâneas. As cores constituem estímulos psicológicos para a sensibilidade humana, influindo no indivíduo, para gostar ou não de algo, para negar ou afirmar, para se abster ou agir. Muitas preferências sobre as cores se baseiam em associações ou experiências agradáveis tidas no passado e, portanto, torna-se difícil mudarem as preferências sobre as mesmas. Na realidade, os estudos e pesquisas realizados por eminentes psicólogos e especialistas em cores propiciam um claro esquema de significação das cores. Assim sendo veremos o resumo do significado de algumas cores: 1 – Branco: Sugere pureza. Cria uma impressão de vazio e de infinito. Evoca frescor e limpeza, principalmente quando combinado como azul. Ex. ordem, simplicidade, luz, paz, higiene, harmonia. Boa para cozinha, banheiro e área de serviço e tetos. 2 – Preto: Silêncio, sujeira, sombra, enterro, noite, carvão, fumaça, condolência. Quando brilhante, confere nobreza, distinção e elegância. Cor preponderantemente masculina. Não é boa para parede, nem teto, exceto em determinadas situações. 3 –...

Read More

É na crise que se cresce?

Durante esses anos que trabalho como Consultora de Harmonização Ambiental, nosso país já passou por várias crises, essa no entanto, me parece muito grave por atingir vários níveis de nossa sociedade. Costumam meus clientes perguntar o que fazer? Como evitar que minha vida profissional, financeira e pessoal pare? Sinceramente só vejo uma solução: TRABALHAR AINDA MAIS. Mais ainda? Sim, mas com foco e discernimento. Como minha tia costumava dizer “o Não você já tem, conquiste o Sim”. Como ela era sábia… e foi isso mesmo que fiz e faço na minha vida profissional, me apoio muito nos conhecimentos das técnicas da Radiestesia e do Feng Shui. Percebo que para organizar um ambiente e por consequência nossa vida é preciso mais que força de vontade, é preciso AÇÃO. Muitos clientes durante uma crise econômica tomam atitudes contrárias ao sucesso. Exemplo? Cortam campanhas publicitárias, não criam alternativas para vender seu produto de forma diferente, se fecham em copas esperando a tempestade passar, mas o medo é o maior fator de limitação do crescimento. Quer ver um exemplo? Dê uma olhada no seu ambiente de trabalho. Está organizado, limpo e arejado? Existem rachaduras, entupimentos ou vazamentos? Essas situações comprometem e muito a livre circulação da energia do imóvel. E você sabe: energia parada significa perdas, em todos os níveis. Flores e plantas não são somente um acessório de decoração, são maravilhosos filtros para impedir que energias eletromagnéticas comprometam muito sua saúde e por consequência sua produtividade. Fazer um projeto de harmonização ambiental não é gastar dinheiro mas, sim, investir na melhoria do seu ambiente. Quem sabe durante este processo de limpeza e organização, você não descobre um novo caminho de fazer a mesma coisa só que de maneira muito mais lucrativa? E você, sabe onde está o seu dinheiro? Onde você guarda seu dinheiro ou seu arquivo de clientes ou mesmo seu estoque? No Feng Shui estudamos o Ponto do Dinheiro do imóvel, no seu caso será que ele está obstaculizado? Se tiver mãos a obra, comece por etapas simples: Eliminar o que não funciona; Faxina: limpeza e organização são fundamentais; Flores e plantas de acordo com seu espaço e iluminação; Cristais como olho de tigre, citrino e jaspe vermelho conferem ao ambiente determinação e energia produtiva; Aromas: rosas, lavanda e bergamota em forma de óleos essenciais de boa qualidade favorecem a circulação da energia; Música só de boa qualidade, já ouviu Vivaldi hoje? E lembre-se, é preciso AÇÃO para se encontrar solução. Um fraterno...

Read More

Plantas que ajudam a despoluir ambientes

Toda vez que visito casas ou escritórios para medir a energia ambiental, percebo que existem fortes alterações energéticas, sejam de origem telúrica (sub-solo) ou de origem eletromagnética, sabemos o malefício que causam à saúde dos moradores, a correção vem de um simples recurso que é a colocação de plantas. Existem várias situações que percebemos durante a medicação radiestésica, e para cada uma delas vamos usar um tipo de planta. Hoje quero falar, especificamente, sobre a poluição em dormitórios. Atualmente corremos o risco de criar um efeito Faraday em nosso dormitório devido ao hábito de termos televisores, computadores e até mesmo carregarmos os celulares junto a cabeceira da cama. O ideal é retirarmos todos esses aparelhos do ambiente, porém as vezes só é possível reduzirmos o número desses aparelhos, para filtrar essas ondas de energia sugiro algumas plantas que através do seu próprio campo energético irão criar uma espécie de filtro ambiental, minimizando assim o efeito poluente no ambiente. Abaixo segue a tabela com algumas opções: Plantas Condições para a planta Classificação despoluente Produtos que elimina Philodendron Meia sombra xxx Todos Spatypyllum – lírio da paz Meia sombra, pouca luz xxx Todos os poluentes Palmeira bambu (*) Luz plena xxx Quase todos os poluentes Dracaena (todas) Desde meia luz a plena luz xxx Quase todos os poluentes Gerbera Hybrida Sol pleno xx Poluição de aparelhos eletrodomesticos (*) Neste caso você pode plantar próximo a janela ou a porta do...

Read More

Harmonização ambiental

Quando realizamos um projeto de harmonização ambiental, é importante realizarmos uma análise detalhada sobre os objetos, construção e formas que estão ao redor do imóvel. Abaixo citaremos alguns casos desfavoráveis e exemplos de correção: Objetos pontiagudos voltados para a casa, exemplos : ramos de arvores mortas, torres de transmissão de eletricidade , antenas de rádio e tv, nesses casos as correções são orientadas por espelhos convexos e plantas e se possível retirada de galhos e ramos de arvores; Objetos brilhantes voltados para a casa, concentram uma energia maléfica e a refletem para o interior da casa, ex: a luz do sol refletida por uma porta de vidro ou uma janela de uma casa vizinha , nesse caso usar o sistema de jardim vertical; Objetos compridos e estreitos que se dispõem no sentido horizontal e são paralelos à sua casa, têm efeito nocivos, a sensação é de corte ex: cerca, ramos de certas árvores linhas de eletricidade, opção projeto de paisagismo com formas orgânicas, a correção é criar canteiros com formas orgânicas; Desenhos de luz e sombra, por exemplo semelhantes a chamas, ondas e objetos pontiagudos, o ideal é retirar os desenhos; Qualquer tipo de objeto que bloqueia a entrada da energia vital ou chi, exemplos: prédios, montanhas, pedras, muros, sujeira, água parada, correção: água parada nunca, se for um grande muro o ideal é pintar com a cor segundo o gua do local e distribuir algumas plantas de forma...

Read More